Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfrdeites

Papéis do Processo de Desenvolvimento e Manutenção dos Sistemas Institucionais e Integrações

Publicado: Segunda, 27 Mai 2019 16:03 | Última Atualização: Quarta, 17 Julho 2019 16:02 | Acessos: 559

 Solicitante

Representa as unidades institucionais requisitantes. É importante destacar que, de acordo com a portaria REITORIA N°1.499 de 19 de Novembro de 2018, que instituiu o  Comitê Interno de Governança da UFLA (CIGOV-UFLA), em seu Art 4°, Inciso XXI, cabe ao CIGOV-UFLA analisar e aprovar, em consonância com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação, a priorização dos projetos e demandas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Analista de Negócios:

Profissional responsável por uma ou mais áreas de negócio/finalísticas da instituição, não precisa ter formação técnica em TI, mas deve ter conhecimento do processo de desenvolvimento e da área de negócio onde atua. Tem como principais atribuições:

  • auxiliar nas atividades de suporte, treinamento e validação das ferramentas dos sistemas institucionais relacionadas com a sua área de negócio;
  • registrar e acompanhar as demandas das unidades institucionais relativas à sua área de negócio;
  • atuar na elaboração de propostas técnicas relativas ao desenvolvimento de novas funcionalidades ou módulos nos sistemas institucionais;
  • auxiliar nas atividades de especificação de requisitos relativos às tarefas da sua área de negócio;
  • acompanhar a execução dos projetos e atividades relativas às tarefas de desenvolvimento pertinentes a sua área de atuação.

Analista de Requisitos

Profissional responsável por modelar novas funcionalidades, elaborar documentos de requisitos e especificar tarefas de manutenção. Precisa ter pleno conhecimento de funcionamento do sistema ou de parte do mesmo. Deve manter contato com o analista de negócios. São atribuições do analista de requisitos:

  • auxiliar o analista de negócios na realização das atividades de suporte, treinamento, elaboração de proposta técnica e acompanhamento da execução de projetos e atividades;
  • modelar as novas funcionalidades nos sistemas institucionais conforme demandas registradas pelos analistas de negócios;
  • elaborar e manter documentos de requisitos;
  • prover informações técnicas suficientes para o desenvolvimento de atividades de manutenção corretiva e manutenção evolutiva;
  • estimar os recursos necessários (tempo de desenvolvimento, teste, validação, etc.) para a realização das tarefas de desenvolvimento;
  • prover informações técnicas suficientes para a realização das atividades de testes funcionais;
  • configurar e preparar o ambiente de validação de tarefas, quando for necessário.

Desenvolvedor

Profissional responsável por codificar as tarefas especificadas pelo analista de requisitos. São atribuições do desenvolvedor:

  • auxiliar o analista de requisitos na realização das atividades:
    • modelagem de novas funcionalidades;
    • elaboração e manutenção dos documentos de requisitos;
    • estimativa de recursos para a realização das tarefas;
    • configuração e preparação do ambiente de validação de tarefas.
  • realizar as tarefas de desenvolvimento especificadas pelo analista de requisitos, respeitando os padrões de codificação e uso de tecnologias conforme orientações da Coordenadoria de Sistemas de Informação;
  • prover informações técnicas suficientes para a realização das atividades de testes não funcionais;
  • auxiliar os analistas de testes no desenvolvimento de rotinas de testes automatizados.

Analista de Testes

Profissional responsável por elaborar e executar planos de testes, e desenvolver rotinas de testes automatizados. São atribuições do analista de testes:

  • elaborar planos de testes com o objetivo de garantir o correto funcionamento do sistema segundo informações fornecidas pelo analista de requisitos e desenvolvedores responsáveis;
  • realizar testes funcionais e não funcionais a fim de garantir o correto funcionamento dos sistemas institucionais e a conformidade do que foi desenvolvido em relação ao que foi especificado;
  • registrar os resultados dos testes e prover todas as informações necessárias para que o desenvolvedor possa reproduzir eventuais problemas encontrados;
  • desenvolver rotinas de testes automatizados.

Gerente de Configuração

Profissional responsável pela criação e controle das versões do sistema. São atribuições do gerente de configuração:

  • planejar e preparar o lançamento de novas versões do sistema;
  • fazer o controle dos números de versões dos sistemas e informar à equipe de desenvolvimento sempre que houver o lançamento de uma nova versão;
  • realizar a revisão das alterações realizadas nos sistemas institucionais durante a preparação de uma nova versão;
  • auxiliar o analista de testes na elaboração, desenvolvimento e execução de rotinas de testes automatizados.